sexta-feira, 13 de março de 2009

Cadê a Ata registrada da eleição de 2008???????

  • Bem li na FEXERJ :
  • "....FEXERJ RECEBE E-MAIL PEDINDO PARA RETIRAR O PROCESSO CONTRA A "ELEIÇÃO DA CBX".O SR. EDUARDO ARRUDA É PORTA VOZ DA CBX?O Presidente da CBX, Sr. PABLYTO FERNANDES ou o Sr. DARCY LIMA, autorizaram "proposta de acordo"?Textos do e-mail: ”...somente aconteceu os problemas atuais em razão de uma coisa, O Processo da FEXERJ contra a CBX....” "...Acredito que existe uma solução para todos...."
    “...Barata marcaria novas eleições ... ele fatalmente ganharia a eleição e ... sairia fortalecido do episodio...”
    “...Esses fatos ......acabariam com as pressões da CBX....”

  • Bem eu não sou porta voz da CBX, e tenho uma conversa gravada no meu celular de uma pessoa que me ligou as duas da manha um dia antes de começar o Festival , me pedindo para conseguir uma solução para seus problemas, inclusive querendo me contratar como advogado coisa que recusei, outra pessoa me pediu para tentar salva-lo e é uma pessoa que admiro e respeito, pensei bastante, estudei e dei meu parecer técnico, de graça para meu amigo que me pediu para encaminhar para o interessado, o que fiz, solução que poderia resolver seu problema, não conversei com o presidente ou qualquer membro da entidade dirigente nacional., e nem propus nenhum acordo, apenas lhe dei uma solução jurídica que era possível na época para acabar com a lide e tentar uma solução honrosa e ainda fazer cumprir a decisão do TJD.
    Agora onde esta a ATA registrada da eleição de 2008, essa é a pergunta que não se cala.
    Ora se alguém tem essa ata mostre, ou se não tem, cumpra a decisão do TJD da FEXERJ, apareça em publico e peça desculpa pode ser que alguém aceite.

4 comentários:

Xadrez Opinião disse...

Ué, como falou o Presidente, deve estar na seção "Documentos"!

Blanco

André disse...

Arruda,

Postei em outros blogs, por isso o faço aqui também. Abraços.


Arruda e demais interessados,

Eu tenho de expressar uma opinião bastante particular diante de tantos fatos e alegações.

Minha maior vontade era conseguir entender tudo isso, do ponto de vista de quem alega.

Já tive o meu momento jurídico e fiz o possível para me fazer entender - e espero que boa parte tenha entendido.

Passei por um momento relativamente político, quando, sem ter acesso a todos os documentos, defendi a atual gestão. Depois que vi o que me interessava, fiquei mais tranquilo.

Neste momento, estou na fase enxadrista. Quando digo que quero entender outros pontos de vista, é porque não vejo o bem ao Xadrez. Não consigo ver a Federação dirigida por outras pessoas. Sinceramente, não vejo.

Vejo alguns nomes que poderiam fazer algo pelo Xadrez no RJ. Alguns poucos. O problema é que, além de não terem feito muito até hoje, eles não se entendem.

No lugar do Barata, eu já teria deixado o Xadrez e cuidado mais de minha saúde. Na atual conjuntura, os clubes não precisam de Federação, mas de dinheiro. A maioria sofre com a falta de material e ausência de condições mínimas de jogo. Só uns três ou quatro salões de clube servem para realizar um torneio decente. Brigas internas, falta de quorum para torneios etc. É isso que queremos? É justo acreditar que isso é culpa da federação? Reflitam... Só não é pior que no futebol, porque o profissional de Xadrez é naturalmente mal remunerado.

A sobrevivência dos clubes se dá pela força de vontade de uns bem-aventurados que pagam para jogar e pela captação mínima de recursos de patrocinadores - no interior.

Considero extremamente equivocada a idéia de que há alguma forma de desvio de valores na FEXERJ. Não digo porque estou momentaneamente na direção; mas porque sempre disse. Talvez, a falta de recursos, faça saltar aos olhos o mínimo que existe ao lado.

Como disse, tenho pensado no meu Xadrez, no que pratico, no que me diverte. Falo daquele que nunca - frise-se o nunca - será minha fonte de renda e que só tem sido motivo de alegrias durante vários anos, seja no meu clube; seja nos clubes que considero amigos.

Fiz muitas amizades e conheci muitas pessoas, como enxadrista. É isso que quero manter daqui por diante. Creio que não deva mais me envolver de forma tão explícita com os acontecimentos - até porque não me agrada. Porém, mantenho tudo o que disse e afirmo que realmente estou convencido da legalidade da situação.

Eu sei que o desafio é grande para os que pretendem fazer algo pelo nosso Xadrez, seja na Federação ou não.

Honestamente, acredito que há muitas pessoas bem intencionadas aqui no RJ e que pensam como eu. É por isso que eu torço para tudo correr bem nessas assembleias marcadas.

No mais, fica meu protesto por mais Xadrez e menos bagunça. Seja de um lado ou de outro.

Interpretem como quiserem, porque eu não me importo - ou não escreveria isso em um blog tão lido...

Boa sorte - vão precisar.

André Kemper

jounieh disse...

O importante não é a ata registrada, pois essa so ocorerrá após o registro do estatuto de 2000 que dá reeleição ilimitada para a presidencia da Fexerj, se não for assim cairá em pendencias, pois é a 3a reeleição do Sr.Barata, e o estatuto em vigor até 19/02/09 é do de 1997 dando somente 1 reeleição.
O importante é como o Sr.Barata foi reeleito 3 vezes pelo estatuto de 1997 que proibia isso.

jounieh disse...

O interessante do comentário do Sr.Andre é a abnegação pelo seu Mestre em 2 afirmativas: Não consegue ver a Fexerj dirigida por outra pessoa que não seja o Sr. Barata e tem certeza de que está tudo legal.
Só gostaria de saber como alquém foi eleito 3 vezes consecutivas quando o estatuto em vigor à época da eleição não permitia isso.