domingo, 15 de fevereiro de 2009

Themis X Caissa -Assembléia Geral extraordinária da FEXERJ




Alguns Clubes resolveram realmente descobrir em que pé esta a FEXERJ e mesmo tendo divergências políticas, resolveram se organizar e ver realmente em que pé anda a situação, o mais importante e o bem do xadrez, e a investigação de todas as denuncias feitas, para sabermos realmente o que foi feito de nossa Federação que esta completando 33 anos de existência.

Algumas perguntas se fazem.

O Arruda é maluco e esta inventado tudo?

O Barata fala a verdade quando afirma estar tudo certo?

Obviamente um dos dois esta equivocado, o TJD da FEXERJ quando seus membros achavam ainda estarem legais, declarou não somente a Diretoria da FEXERJ como o próprio TJD ilegal, mais essa decisão mesmo tomada na ilegalidade, tem valor legal até que essa ilegalidade esteja comprovada, se membros do TJD não podem ser auditores, seus atos são validos até esta ilegalidade ser declarada por alguém competente para fazê-lo, eu pessoalmente considero que a FEXERJ esta sem presidente e diretoria desde 2004 e pretendo usar os meios legais para comprovar o que falo, mais se eu estiver errado e o Barata for realmente o Presidente, neste momento ele não pode mais assinar como presidente pois a TJD considerou sua eleição ilegal e ele mesmo citado por e-mail, não contestou , logo a Diretoria não pode mais fazer nenhum ato até a próxima Assembléia do dia 13 de março de 2009, sobe pena de responsabilidade.

O edital de convocação é o seguinte:

"Nós, dos seguintes clubes filiados e em dia com as obrigações formais e materiais com a Federação de Xadrez do Estado do Rio de Janeiro (FEXERJ), convocamos uma Assembléia Geral Extraordinária (AGE) com o objetivo específico de analisar a admissibilidade da situação institucional, formal e legal da FEXERJ e eventual impedimento do Presidente. A AGE será realizada na Associação Leopoldinense de Xadrez, localizada na Rua Álvaro Alvim, 48, sala 905, Rio de Janeiro - RJ, em 13 de março de 2009 às 18h (primeira convocação) e 19h (segunda convocação). "


Esta claro que ao contrário do que alguns falam, isso não é um golpe, os signatários da convocação anseiam pela verdade real.


Qualquer Clube que queira realmente saber a verdade e não pretende ficar fora desse momento histórico do xadrez do Rio de janeiro, pode assiná-lo, basta para isso entrar em contato com o Bráulio Presidente da ALEX.

Peço também a gentileza de postarem aqui os que são a favor ou contra a medida.

Vários clubes assinaram o edital de convocação, mais destacamos o corajoso CXGR, na pessoa de seu presidente, que mesmo sendo da Diretoria da FEXERJ, quer realmente saber a verdade.

Percam um tempinho e vejam a certidão que me foram apresentadas e tirem suas próprias conclusões.


Para melhor esclarecer os fatos leia : Esclarecimentos e FEXERJ sem Diretotia e TJD e o poste do presidente da CBX : Legalidade da FEXERJ



Para facilitar:


Ultimo Estatuto registrado conforme o Oficial de Registro Civil das Pessoas Juridicas do Rio de Janeiro ( clique aqui)


Atas registradas depois do estatuto até 27 de janeiro de 2009 ( clique aqui)


Bem quando acabei de escrever este poste meu blog já tinha tido 52 visitas ontem foi meu Record, 143 visitas.

Informo ainda que finalmente consegui tomar conhecimento da inicial da FEXERJ, no processo que move contra a CBX, mais isso é assunto para outra postagem.

Continuando o plagio faltam 5 dias para o xeque mate.

6 comentários:

Yolanda disse...

Meu Deus onde foi parar o xadrez no Rio de Janeiro.

Tenha corajem e continue apurando os fatos.

Marcele disse...

Todos os enxadristas do Brasil são a favor das medidas , reforço a tese de que toda federação deve ser dirigida por quem tenha não só um passado ilibado, com também, competencia e dignidade para tal. Deveriam os candidatos presentarem certidões limpas, como as que são pedidas na maioria dos concursos.

Marcele- Realengo, Rio de Janeiro - RJ

Anderson Morgado disse...

Dona Yolanda;
O xadrez do Rio está no local onde os clubes (nós) deixamos. Se ficarmos quietos, nada acontece de bom. Chegou a hora da reação! Partcipação incessante para construirmos o xadrez do nosso Estado!

Migueis disse...

Apesar de não nos conhecermos, nem sei quem é a sra. Marcele, nem mesmo sei se existe [deve ser mais um fake], ainda assim, suas afirmações batem com as minhas já apresentadas em outros blogs. Temos que tirar tudo a limpo e isso só pode ser feito, LEGALMENTE, através de uma AG. Concordo, também, e já afirmei isso, que o pretenso candidato deva ser uma pessoa com passado limpo, em todos os sentidos, sem o ranço do interesse espurio, sem a intenção da vaidade, tem que ser um candidato ético, que respeito seus pares. Chega de aproveitadores, de escorpiões, de trairas. Que se faça a AG.
Migueis.

Xadrez Opinião disse...

De fato, nada como uma AGE para resolver quem está correto ou não.

Solicitar a convocação de uma AGE é tentativa de golpe ou trapaça ?

Todos à AGE para resolvermos tudo.

Blanco

Victor Paiva - Presidente CXC disse...

Para mim, a questão maior dos clubes no estado do rio é que eles lutam por motivos errados (ou menos importantes no momento).
Não posso deixar de concordar com o Anderson que o xadrez do rio está no lugar em que os clubes deixaram.A reforma deve começar pelos clubes e não pela federação.Atire a primeira pedra aquele clube que nunca pecou contra a federação ou tenha colaborado de forma indireta ou direta para a situação atual. A questão é que o xadrez no rio de janeiro nunca foi tão popular como é hoje, graças aos inúmeros projetos como o xadrez nas escolas. Não estou querendo amortizar os erros da federação nem defender ninguém, mas antes de qualquer coisa, vamos pensar se estamos fazendo a nossa parte.Poderia citar várias estórias que conheço, mas tenho certeza que os senhores as conhecem melhor do que eu.Então, exercitem a consciência, e vamos nos unir sim, mas em prol do desenvolvimento e de uma melhoria contínua, de projetos com comprometimento. E não para ficar tecendo projetos dos mais descabidos para depor o Barata.Devemos cobrar sim, mas também dar sugestões. Por enquanto só vejo críticas com soluções descabidas.